O que são brinquedos STEAM?

Brinquedos STEAM ensinam a brincar. STEAM é uma sigla utilizada e reconhecida internacionalmente para descrever um grupo de áreas do conhecimento: Ciência,  Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática

Os brinquedos STEAM ajudam as crianças a estimular as suas capacidades cognitivas nestas áreas enquanto brincam. Kits de experiências científicas, robots, puzzles, ábaco, blocos de construção, quizzes e jogos de lógica são alguns exemplos. Estes ajudam as crianças a desenvolver o pensamento lógico e crítico, a estimular a criatividade e a imaginação. Este tipo de brinquedos educativos permite às crianças compreenderem melhor o mundo que as rodeia, fazendo com que descubram ciência, tecnologia ou matemática nas coisas do seu dia-a-dia. 

https://www.pexels.com/pt-br/procurar/science%20and%20technology/

O que pensam os pais dos brinquedos STEAM?

Um estudo feito pela The Toy Association em 2017 entrevistou 2000 pais, que partilharam as suas perspetivas sobre as carreiras nas áreas STEAM e os brinquedos dos filhos. Segundo o estudo, 91% dos pais reconhecem a importância de encorajar o desenvolvimento de competências de ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática nos seus filhos.  

A educação STEAM, também chamada STEM, promove uma abordagem interdisciplinar destas áreas do conhecimento, relacionando-as com situações da vida real. Dos entrevistados, 76 % desejam que os seus filhos prossigam uma carreira nas STEAM. Ser engenheiro, médico, programador ou cientista são algumas das aspirações profissionais que têm para os filhos.

Quanto tempo de tecnologia devo dar aos meus filhos? Onde podem aprender a usar a tecnologia? De que forma é que posso ajudá-los a brincar e aprender? Estas são algumas das dúvidas com que muitos pais se deparam. Grande parte reconhece que os seus filhos sabem mais de tecnologia do que eles próprios, com apenas 4 anos de idade. 

Photobioreactor in lab algae fuel biofuel industry. Algae fuel

Brincar para desenvolver competências de futuro

Os brinquedos assumem um papel essencial na aprendizagem e desenvolvimento destas competências de ciência, matemática e tecnologia e muitos pais acreditam que devem ser introduzidos desde cedo, aos 4 ou 5 anos, e que as skills vão ajudar os seus filhos no futuro. 82% dos pais dizem que procuram formas de estimular a aprendizagem através do brincar. 

94% encorajam ou esperam encorajar os mais pequenos a explorar a criatividade, através da música, pintura, desenho ou escultura. A programação é outra competência que os pais gostariam que filhos aprendessem, entre os 6 e os 7 anos (85% motiva os filhos a aprender a programar). E a grande maioria procura brinquedos STEAM quando compra brinquedos, porque acredita que estes promovem o interesse das crianças em ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Os maiores obstáculos reportados pelos pais são o tempo que as crianças passam a brincar com ecrãs (tablets, telemóveis, playstation…) e o receio de não conseguir estimular os filhos a aprenderem conceitos cruciais das STEAM.

14 características de um bom brinquedo STEAM

Como saber se um brinquedo faz parte da categoria STEAM? Que características que devo procurar quando estou a comprar um brinquedo numa loja? A The Toy Association definiu uma lista de 14 características de um bom brinquedo STEAM, a partir das melhores práticas das empresas e de insights recolhidos a partir de entrevistas com especialistas no Consumer Electronics Show e na 116th Annual North American International Toy Fair, em 2019. 

Um bom brinquedo STEAM:

1. Faz a criança pensar sobre conceitos das STEAM ou os fundamentos do método científico. 

O objeto deve levar uma criança a explorar uma ou mais áreas de ciência, tecnologia, engenharia ou matemática, ou a interagir com o método científico. O método científico envolve investigação por meio de experimentação e observação para adquirir novos conhecimentos, resolver problemas e responder a perguntas.

2. Gera divertimento

Um brinquedo tem de ser divertido, gerar interesse na criança, incentivar a exploração e entreter. O brinquedo está a cumprir o seu papel, pois ativa o lado direito do cérebro, que lida com as emoções, despoletadas pela experiência do divertimento. 

3. Pode ser usado de múltiplas formas

Encoraja a criança a encontrar a sua forma de brincar, de resolver um problema, criar uma estrutura, criar um novo desenho ou fazer uma tarefa. Ou seja, pode ser usado de diversas maneiras, pois não há uma forma única de brincar com ele. 

4. Estabelece uma ligação ao mundo real

A experiência de brincar com um brinquedo STEAM liga-se a uma ou mais destas áreas do conhecimento e ao ambiente em que a criança vive. Por exemplo, ao construir um robot, está a aprender sobre tecnologia e matemática, ou ao fazer uma experiência de cozinhar, está a aprender sobre ciência. 

5. Estimula o método de exploração de soluções por tentativa erro

Errar faz parte do método científico de testar. A experimentação é precisamente um processo de testes e erros, até chegar à resposta certa. O brinquedo STEAM propicia a aceitação do fracasso, o que é uma chave para o sucesso. Eliminar o medo de falhar através de brinquedos e jogos, permite à criança ter a liberdade de ir contra os obstáculos e aprender a encontrar alternativas para os ultrapassar.

6. Utiliza uma abordagem hands-on, ou seja, “pôr as mãos na massa” 

Há uma ligação entre usar as mãos e desenvolver o cérebro. Nós lembramo-nos mais facilmente do que fazemos se usarmos as mãos. Existe um lado tangível e táctil dos brinquedos que é particularmente relevante nos dias de hoje, em que as crianças brincam mais com ecrãs e menos com coisas físicas.  O cérebro das crianças está desejoso de experiências tácteis, sensoriais, que só os brinquedos a três dimensões proporcionam.

7. A criança é que lidera

Esta característica permite trabalhar a motivação e a auto-determinação. Brincar é o espaço onde as crianças são livres para fazerem o que quiserem. Podem aprender sobre as disciplinas STEAM, mas também sobre si próprias. São elas que lideram a brincadeira.

8. Ensina a resolver problemas

Ao dar à criança um problema para resolver, o brinquedo desafia-a a pensar e a encontrar soluções por si própria. Isto encoraja a criança a inventar, a criar soluções para problemas que encontra. O pensamento computacional é um aspecto importante de capacidade de resolução de problemas – uma porta de entrada para escrever código – e os brinquedos são uma ferramenta efectiva para ensinar esta e outras competências mentais. 

9. Incluem um livro educativo

O manual educativo serve dois propósitos: dar aos pais ou educadores a confiança necessária e competência para orientar a experiência de brincar da criança para os objectivos de aprendizagem das STEAM. E por outro, responde à questão: “por que é que este brinquedo é um bom brinquedo STEAM?” 

10. É inclusivo e de género neutro

O mercado reconheceu que as oportunidades nas áreas STEAM deveriam ser mais inclusivas, o que levou a produzir brinquedos neutros em termos de género, apropriados para crianças com necessidades especiais, e que as marcas respeitem as diferenças culturais. As empresas de tecnologia definem a forma como hoje interagimos com o mundo, com os dados, com o meio ambiente e uns com os outros. Por isso, é importante que elas representem a população de uma forma mais abrangente.

11. Apoia os pais

Pais que têm medo das disciplinas STEAM passam esse medo aos filhos. Por isso os materiais de apoio devem ser fornecidos sob a forma de vídeos e manuais para ajudarem os pais a sentirem-se mais confiantes e envolvidos nas brincadeiras.

12. Cria confiança

A forma com uma criança se vê a si própria também está relacionada com as brincadeiras que faz. Os brinquedos STEAM ajudam a criar confiança ao explorar estas áreas do conhecimento, confiança que é transversal a outras matérias e momentos da vida de uma criança.

13. Inspira a criatividade

A arte e a criatividade exigem prática e coragem, e os brinquedos STEAM ajudam as crianças a pensar fora da caixa. 

14. Trabalha skills sociais e emocionais

O conceito das STEAM está a desenvolver-se à medida que aparecem novas competências para o sucesso nestas carreiras. Inteligência Emocional, Aprendizagem Social e Emocional são termos que se referem a competências que as crianças precisam de adquirir. Preparar as crianças para o mundo real requer ensinar-lhes o quociente emocional e aprendizagem social, para se relacionarem com os outros e resolverem problemas em conjunto.

Marcas de brinquedos STEAM

Inúmeras marcas nacionais e internacionais dedicam-se a produzir brinquedos educativos, ligados às STEAM. Aqui encontra uma grande diversidade de brinquedos que estimulam a curiosidade e o desenvolvimento do raciocínio nas suas crianças, com atividades baseadas na Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Boas brincadeiras e aprendizagens!